Atualização das obras – Monotrilho da Linha 2 [ 008 ]

XXVI Simpósio de História do Vale do Paraíba

O IEV, Instituto de Estudos Valeparaibanos, organiza há 40 anos o Simpósio de História do Vale do Paraíba congregando as regiões do vale paulista, do vale fluminense e das alterosas mineiras nos limites com a bacia do Paraíba do Sul.

Neste ano de 2012 o Simpósio acontecerá nos dias 08 a 11 de Agosto na Faculdade Canção Nova em Cachoeira Paulista. O tema a ser tratado será: “Vale do Paraíba: A memória do trem”.

Cachoeira Paulista conta com patrimônio de valor inestimável relacionado com o transporte ferroviário: trata-se de estação, abandonada em estado precário, que serviu de baldeação em fins do Século XIX início do Século XX de pessoas e de mercadorias que percorriam a Estrada de Ferro D. Pedro II, vinda do Rio de Janeiro, e da Estrada de Ferro do Norte, que saía de São Paulo.

O XXVI Simpósio de História do Vale do Paraíba será oportunidade para apresentação de trabalhos acadêmicos com as mais variadas modalidades realizados por alunos de graduação e de pós-graduação, por pesquisadores que se interessam pela preservação da memória ferroviária e também para a defesa deste meio de transporte indispensável para o desenvolvimento do Brasil.

Prof.Dr. Henrique Alckmin Prudente 
Presidente do XXVI Simpósio de História do Vale do Paraíba

 

Mais informações: http://www.valedoparaiba.com/simposio/2012/apresentacao.asp

Curtam a pagina no facebook: https://www.facebook.com/SimposioDeHistoriaDoValeDoParaiba

Atualização das obras – Monotrilho da Linha 2 [ 007 ]

Voltei com as atualizações das obras do monotrilho, dependendo da frequência das fotos, os videos serão quinzenais ou mensais. Agradecimentos a Sergio Mazzi e Paulo Aros.

Curso sobre história da ferrovia

Nos dias 06 e 08 de março, o sindicato dos ferroviários da Sorocabana em Presidente Altino – Osasco,  ministrou um curso, sobre a história da ferrovia em São Paulo, pelo historiador Paulo Roberto Filomeno.

O curso abordou desde o principio da ferrovia em São Paulo, com a construção da SPR ( São Paulo Railway, que com o fim da concessão tornou – se a Estrada de Ferro Santos à Jundiaí ) até o fim das ferrovias de passageiros, a decadência e privatização da Fepasa.

No final da ministração, foi deixado uma reflexão, sobre o fim dos trens de passageiros, o declínio desse tipo de trem, sobre a volta do mesmo, e, se não tomarmos uma atitude hoje, enquanto ainda há tempo, nem os nossos netos contemplarão esse tipo de transporte, que os nossos pais e avós contemplaram, mas nós, dessa geração mais atual, não tivemos o prazer de contemplar.

 

Texto de Wesley Souza

 

Acessem o blog do sindicato: http://saopaulotremjeito.blogspot.com

%d blogueiros gostam disto: